quarta-feira, setembro 14, 2011

Um barulho irritante

é som do teclar constante da minha filha nas incessantes sms, normalmente nem me apercebo, mas há sítios ou momentos que lá está o tec tec tec é mais audível.
Não foi assim à tanto tempo (20 anos não é muito tempo pois não aiii), que passei pela adolescência, mas não me lembro de estar sempre a falar, comunicar, a dizer qualquer coisa e o maior vicio da minha filha deve ser mesmo os sms, com aqueles pacotes monstros de mensagens para gastar, 1500, nunca teclou tanto como agora e para além disso ainda há as conversas telefónicas pelo meio.
Ainda no fim-de-semana falávamos sobre isso, em como só tarde tivemos telefone em casa, ele lá estava na mesinha do corredor para ser utilizado com muito cautela e parcimónia, volta e meia puxava-se o dito meio à socapa para falar com o namorado mas isso era no máximo uma vez por semana.
Claro que não podemos comparar, os tempos evoluem e ainda bem que existe esta facilidade de comunicação, o que me preocupa no fundo é se nesta conversa toda falam mesmo ou isto é apenas uma forma encoberta de não se sentirem sozinhos e estão para ali a debitar palavras apenas porque é gratuito.
Sei a adolescente que tenho em casa, ou acho que sei porque nós nunca sabemos tudo, e espero que a nova etapa que se inicia hoje seja a melhor de sempre mas com menos sms :-). 

4 comentários:

Turista disse...

Querida Dudu, tu vais-me desculpar, mas por vezes irritam com tantas SMS e tanto tempo de volta do telemóvel, quando há tantas coisas boas, para fazer, verdade?
Beijinhos e paciência! ;)

Dudu disse...

Manuela

Verdade, outra coisa que irrita é fazer as coisas do quotidiano com o telemóvel na mão como se o mesmo fosse uma extensão do braço, por isso volta e meia lá sai um aviso mais ríspido.

hierra disse...

Bem eu sei o que é isso as minhas primas que estão na adolescencia sao uma coisa impressionante, é só mesmo ouvir a força que imprimem nas teclas...nem sei o que se pode falar tanto por msg, porque é um meio de comunicação tão limitado :)

GATA disse...

Ainda há dias vi uma adolescente com um bebé num braço, quase a cair (sabem fazer filhos mas o resto...), e a teclar no telemóvel como se não houvesse amanhã! Apeteceu-me bater-lhe até ficar inconsciente!