domingo, agosto 21, 2011

sentada na areia

Contemplo o mar, numa tarde típica de fim de Agosto, o sol já não aquece tanto a pele, a praia em dias de grande calor tem pouca gente, hoje está praticamente vazia, aglomeram-se gaivotas e os únicos barulhos de fundo que se ouvem são o rebentamento das ondas agrestes e um ou outro piar das gaivotas, mas o que fica de hoje é mesmo a certeza de que adoro o cheiro a mar, aquele cheiro a iodo que me entra pelas narinas e me invade de boas sensações e volto a inspirar uma e outra vez, sempre acompanhada da mesma sensação, que prazer tão simples. Agora vou apanhar camarinhas.

1 comentário:

Paula NoGuerra disse...

Nada melhor do que as coisas simples da vida!!!