terça-feira, julho 26, 2011

Sugus



Imagem da net

Hoje celebra-se o dia dos avós, uma data recente que surgiu nos calendários das festividades. Não tive a sorte de conhecer os meus avós paternos, só as fotografias, postais e histórias nos permitem saber alguma coisa da vida deles mas tive (tivemos) a felicidade de conhecer os meu avós maternos, pessoas do campo com vida difícil mas que à sua maneira gostavam dos netos e nos mimavam, não com carinhos físicos, abraços e colo mas com histórias e vivências. Todos os domingos era certo, tarde passada em casa dos avós com direito a mil brincadeiras naquele pátio enorme com eira, era linda quando estava cheia de milho, como não tinham televisão tudo servia para brincar, às vezes lá tínhamos de ir à fonte para encher os cântaros mas quando chegávamos os pequenos jarros de plástico não traziam tanta água como quando saíamos do fontanário, era frequente ouvirmos um raspanete da minha mãe mas a avó suavizava a coisa.
Jantávamos, todos os domingos a mesma coisa, sabores e cheiros que ainda permanecem na minha memória, mas o melhor vinha a seguir quando nos preparávamos para vir embora, o avô dava uma moeda a cada uma e a avó um pacote de sugus de laranja ou morango, uma verdadeira iguaria, não era habitual comermos doces por isso aquele pacote de sugus era um mimo pelo qual aguardávamos toda a semana e naqueles dias mais especiais ainda tínhamos direito a outra moeda da minha avó, sempre achei que de todos os netos nós éramos as preferidas, uma parvoíce porque os avós gostam de todos os netos, infelizmente a idade e a doença já os levaram, ainda conheceram a minha filha, a primeira bisneta, mas não foi o tempo suficiente para lhe transmitirem tantas coisas que ela ia adorar.

Resta-me agradecer ao avô e avós da minha filha por toda a ajuda e por serem uns avós impecáveis, que durem muitoooo e com muitaaaa saúde porque vocês sabem o amor e o carinho que a vossa neta têm por vocês.

3 comentários:

Manuela disse...

Querida Dudu, gostei muito de ler sobre os teus avós e da singela homenagem que prestas aos avós, da tua filha. :)

Rita Sofia disse...

LINDO! Bjs

aQ disse...

Apesar de só ter 18 anos, vivi tudo isso com os meus avós, as tardes, as moedas, os doces... Hoje já não é assim!
Bjinhu, o teu blog é mesmo fofinho!