sábado, abril 24, 2010

Sem rede








Foi assim que ficámos quando a acabámos a visita à exposição de Joana Vasconcelos no Museu Berardo.
A partir da cama de valium até ao final no Jardim do Éden, foi um crescendo de emoções, nunca tal tinha sentido numa exposição, ao ponto de no fim voltarmos para trás e voltar a fazer o percurso das últimas obras.
Aconselho vivamente.
__
Acho que as crianças devem visitar museus, ser-lhes facultado o acesso a várias expressões artísticas, mas para algumas exposições devia de haver um limite de idade.
Irrita ver os meninos a tocarem em tudo, a saltar por cima das peças, fazerem percursos com os seus carrinhos numa obra de arte, enquanto os pais impávidos e serenos fotografam os petizes e os pobres dos seguranças se desdobram em avisos.
Depois de termos assistido a isto fizemos um compasso de espera e continuámos em paz.


1 comentário:

hierra disse...

é mesmo muito gira a exposição, mesmo para mim que não sou das maiores fãs da arte contemporânea