segunda-feira, abril 07, 2008

Mania


Tenho esta panca de ver filmes de terror na sessão da meia-noite e quem me acompanha nesta aventura é sempre a Sandra (a sacrificada), na sexta calhou The Mist uma adaptação de Stephen King… a meio do filme a Sandra ainda mandou para o ar...hummm não sei se consigo ver até ao fim… mas aguentámo-nos estoicamente até ao fim de onde saímos num misto de adrenalina e má disposição.
O filme mostra até que ponto um grupo de pessoas fechadas num supermercado, perde o controlo principalmente pelo fanatismo/religiosidade, destaco o papel de Marcia Gay Harden, o fim é doloroso.

Sandra o próximo vai ser o REC…depois paramos.

2 comentários:

Zololkis disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Psiquiatra Angustiado disse...

Também vi o The Mist, mas não gostei nada. Não pelos bichinhos simpáticos que por lá se passeavam (e quem não desejaria ter um em casa, para levar à rua a fazer xixi, para fazer festinhas ou desabafar?), mas simplesmente porque este universo sem pés nem cabeça do Stephen King às tantas se torna entediante e sem pontos de apoio. É esticar demasiado a corda. Em última instância o tipo pode imaginar o que quiser e inseri-lo na história, como se isso tivesse de fazer sentido. Tem de se manter alguma ligação à terra, e assegurar algum grau de verosimilhança, caso contrário não pode ser, ninguém come aquilo e acaba por se tornar ridículo. Pareceu-me interessante a premissa, uma série de pessoas enclausuradas num supermercado impedidas de sair por uma estranha nuvem e por estranhas criaturas, mas depois a nuvem desvanece-se e as ideias resvalam para uma tendência demasiado estereotipada. Mas concordo, ver este género de filmes à meia-noite, é outra coisa!